6 de fevereiro de 2013

Ela


Quem poderia imaginar?
Em um simples momento tudo iria mudar...
Dor, angústia, lamento
Fugiriam no vento
Pra tão cedo tardar
Desce o céu, abre o chão
Surge um furacão!
E tudo está no lugar.

Quem poderia imaginar?
No sorriso incitando o ingênuo apalpar
No jogar de suas pernas
Atitude, moderna
Que me deixam sem ar
No carinho, na mão
No cheirinho e no olhar
No cangote manhoso
Tudo está no lugar.

Quem poderia imaginar?
Em um desdobramento a rasgar pelo tempo
Ludus vai atear,
Se envolvendo com o Eros,
Se tornando mais sério
Para assim aflorar,
Com cautela e sem medo
A paixão nasce cedo!
Ou um jeito de amar?
Não importa.

Tudo está no lugar.


Manoelito Filho

1 comentários:

Darlan Fagundes disse...

Esse fim me lembra a música 'Everything in it's right place" do Radiohead...